sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

UM DIA NA HISTÓRIA: 2 DE DEZEMBRO

Em 2 de setembro de 1964 - Morreu em Lisboa o presidente da República portuguesa Francisco Higino Craveira Lopes.

Dia 2 de setembro de 1945 - O Japão se rende aos aliados.

Em 2 de setembro de 1968 - Proferindo o discurso do deputado Marcio Moreira Alves,os militares acabou endurescendo o Regime Militar no Brasil instituindo o Ato Institucional n.5 ou AI-5.
Em 2 de setembro de 1960 nasceu o cantor e compositor brasileiro Arnaldo Antunes
Em 2 de setembro de 1969 - morreu Ho Chi Minh lider do Vietnã.


Em 2 de setembro de 1822 - Maria Leopoldina reunida com o Conselho de Estado, assinou o decreto de Independência do Brasil.

Fatos Históricos, Políticos, Sociais, Artísticos e Literários

Princesa D. Leopoldina de Hasbusburgo, esposa de D. Pedro I
Em 2 de setembro de 1822
Princesa D. Maria Leopoldina de Hasbsburgo, esposa de D. Pedro I, reuniu o Conselho de Estado, para assinar o decreto de Independência do Brasil


Em 2 de setembro de 1945 - O Japão se rende aos aliados é o fim da 2a. Guerra Mundial
Arnaldo Antunes
Em 2 de setembro de 1960  - nasceu o cantor e compositor brasileiro Arnaldo Antunes
Aldir Blanc - médico e compositor brsileiro
Em 2 de setembro de 1946 - Nasceu o médico psiquiatra e compositor brasileiro Aldir Blanc, que juntamente com João Bosco, viajaram em muitas boas obras musicais.

Em 2 de setembro de 1964 - faleceu o presidente da Republica de Portugal Francisco Higino Craveiro Lopes
Salma Hayke
Em 2 de setembro de 1966 - nasceu a cantora e atriz mexicana Salma Hayke
Marcio Moreira Alves
Em 2 de setembro de 1968 - O deputado federal pelo MDB, Marcio Moreira Alves ao proferir um discurso no Congresso, fez os militares endurescer ainda mais o regime e instituir o Ato Institucional n.5 ou AI-5.
Em 2 de setembro de 1969 - Faleceu Ho Chi Minh, lider do Vietnã
Em 2 de setembro de 1996 - Foi inaugurado o MAC - Múseu de Arte Contemporânea de Niterói, uma obra assinada por Oscar Niemeyer.
Em 2 de setembro de 2001 - Faleceu o cirugião sul africano Christiaan Barnard, que muito colaborou para o fim do regime do apartheid.
Fonte: A Tela da Reflexão

Nenhum comentário: