quinta-feira, 24 de novembro de 2016

FRASES DO DIA (23/11/2016) - INSTITUTO HUMANITAS UNISINOS

Preparar, apontar…

“O Ministério da Justiça bateu de frente com parte da área técnica do Planalto. A pasta pressiona pela assinatura de um decreto flexibilizando parte do controle de armas de fogo no país. O texto, que já teve avaliação negativa no governo, amplia de três para cinco anos o prazo de validade do certificado de registro de armas — documento que permite a posse em casa ou em empresas — e aumenta o intervalo de avaliações psicológicas de guardas municipais de dois para cinco anos” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 23-11-2016.

Tá tudo bem

“Na justificativa, o ministério diz que a ampliação dos prazos “terá efeito benéfico para as forças de segurança e também para que os cidadãos possuidores de armas mantenham a regularidade de sua posse” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 23-11-2016.

Um por todos

“A decisão do Planalto de manter seu articulador político no cargo não surpreendeu aqueles que conhecem profundamente a relação de Michel Temer com seus três mosqueteiros: Geddel Vieira Lima, Eliseu Padilha e Moreira Franco” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 23-11-2016.

E todos por um

“São confidentes há décadas e fazem parte de uma engrenagem que não parece funcionar sem uma das quatro peças. Todos são extremamente leais ao presidente, mas brigam entre si por espaço” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 23-11-2016.

Cada um na sua

“Geddel, apelidado de “samurai”, pois “briga por 15 minutos sem colocar os pés no chão”, é quem defende os interesses do grupo. Padilha, organizado, é o “gerente”. Moreira Franco, o “estrategista”. “Tirar Geddel significa sacrificar o guerreiro”, diz um amigo de Temer” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 23-11-2016.

Deu ruim

“Palacianos avaliaram que saiu pela culatra a ideia de parte de líderes da Câmara de entregar em mãos uma carta de desagravo a Geddel. A iniciativa foi minguada e só fez manter o assunto indigesto em alta” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 23-11-2016.

Pomba x Tucano

“Nós do PSB deveríamos olhar mais para o nosso símbolo, a pomba, e menos para o tucano, que é predador de aves menores”– Beto Albuquerque, vice-presidente do PSB, defensor da candidatura própria do partido em 2018 e, portanto, contra uma aliança com o PSDB – Folha de S. Paulo, 23-11-2016.

Escola de Samba da Mangueira

“Michel Temer foi à reunião do Conselhão e disse que o governo de Dilma Rousseff vivia com um "deficit de verdade", com "tentativas de disfarçar a realidade". Estava num cenáculo onde 96 notáveis enfeitavam um evento inútil. Pela sua composição e pelas normas do seu funcionamento, esse conselho seria mais produtivo se fosse incorporado à Escola de Samba da Mangueira, desfilando logo depois das baianas (70 figurantes). Elevaria a taxa de celebridades do desfile e daria mais notoriedade aos passistas. Estava vazia a cadeira do ministro Geddel Vieira Lima” – Elio Gaspari, jornalista – Correio do Povo, 23-11-2016.

Polonesa

“Breaking News: "Sérgio Cabral tem 20 ternos italianos e uma privada polonesa". Gostei da privada polonesa! Privada tecnológica! Privada que tem livre-arbítrio. Você entra no banheiro e a tampa já levanta! Tem tanto botão que eu iria me atrapalhar. Tem botão spray, chuveirinho, stop. E jato duplo pra lavar dinheiro!” – José Simão, humorista – Folha de S. Paulo, 23-11-2016.

Buraco

“Privada pra quem fez uma cagada federal! Agora ele tem que se contentar com um buraco, com o boi da cela! Rarará!” – José Simão, humorista – Folha de S. Paulo, 23-11-2016.

Nenhum comentário: