segunda-feira, 17 de outubro de 2016

BLOG "BESTA FUBANA"

NÓS CONTRA ELES!

Desde a Revolução Francesa de 1789 que vivem “buzinando” esse negócio de “Esquerda” e “Direita” em nossos ouvidos! Só se fala disso, como se o mundo fosse uma eterno Fla-Flu: Se o elemento é adepto de um, então, necessária e obrigatoriamente, é contra o outro! E estamos conversados.
Decididamente, é um pé no saco esse tipo de conversa medíocre. Até porque esse negócio de esquerda e direita nunca funcionou muito bem aqui no Brasil. A divisão por aqui sempre foi mais entre quem está “em cima”, seja de que partido for, e quem está embaixo e sendo devidamente enrabado.
Ocorre que agora, depois que o governo (?) do PT, tal e qual um tumor cancerígeno, estendeu seus tentáculos metastáticos e sugadores em todas as direções do país, o que veio a culminar com o total colapso da economia brasileira, não restou muita opção ao Governo Temer que não fosse tentar pelo menos limitar a imensa bandalheira dos valores desastrosos atualmente apresentados pelas contas governamentais.
A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) apresentada ao congresso propõe apenas e tão somente limitar o CRESCIMENTO dos gastos públicos aos valores apresentados pela inflação nos próximos 20 anos.
Não é muita coisa e, ao mesmo tempo, é muita coisa! Eu explico: O que o cara está propondo não vai consertar em nada a imensa e geral esculhambação provocada pelo governo na nossa economia. Só vai impedir que essa chupada do sangue econômico da nação realizada diuturnamente pelo governo aumente ainda mais. Só isso! De resto, a sacanagem praticada atualmente com a população deverá continuar exatamente do mesmíssimo jeito. Pela proposta, quem se encontra mamando despudoradamente nas gordas tetas estatais deverá continuar com todos os seus imensos privilégios preservados e intocados, per omnia secula seculorum. Só que isso não lhes é suficiente. Eles querem mais! Muito mais!
O simples fato de saber que a lambança atingiu seu ápice e não poderá aumentar, de forma que para o governo, tal qual gafieira na hora da briga, quem está fora não entra e quem está dentro não sai, já foi mais que suficiente para inspirar todos os instintos predadores da imensa alcateia, E ISSO ESTÁ SENDO O SUFICIENTE PARA RACHAR A NAÇÃO!
a3
De um lado, a imensa legião de daqueles otários que eu chamo de: os “SEM CONCURSO”, os “SEM MANDATOS” os “SEM D.A.S.” e os “SEM LICITAÇÃO FRAUDADA”. Quer dizer: NÓS!
Somos aquela imensa parte da população que só quer poder tocar a vida de maneira honrada e que são acometidos de verdadeiro nojo ao pensar em se transformar em mais um daqueles medíocres e bandidos que vivem pendurados nas tetas estatais, empurrando suas obrigações com a barriga e fazendo contas e mais contas sobre quantos dias ainda faltam para poder se aposentar com SALÁRIO INTEGRAL.
Aliás, só de se imaginar vivendo desta maneira sentimos imensos engulhos e ânsias de vômito.
Apenas por causa desta ousadia (de querermos viver sem ficar na dependência do beneplácito estatal), somos taxados com pesadíssimos impostos e todas as nossas atividades econômicas são sempre olhadas com suspeição pelo nosso sócio espúrio e majoritário: o estado.
Em vista disto, somos fiscalizados em todas as mínimas atividades. Devemos ser o país do mundo com a maior quantidade de fiscais por cidadão. Fiscaliza-se tudo! Somos fiscalizados a cada passo. Somos uma sociedade de seres humanos OUTORGADOS pelo estado plenipotenciário. Para toda e qualquer iniciativa, necessitamos de um famigerado ALVARÁ. Tudo é proibido ou é obrigatório. Nada é deixado ao livre arbítrio do cidadão. Tudo isso para evitar que nós, os verdadeiros donos desta bodega, nos recusemos a contribuir para manter devidamente alimentado o apetite pantagruélico do Leviatã que apadrinha e sustenta a legião de parasitas governamentais.
a4
Do outro lado desse “racha”, a multidão de gordas lombrigas, das mais variadas espécies, que vivem parasitando o nosso esgarçado tecido social, normalmente mantidas e lideradas pelo aparato estatal. Na linha de frente desta facção nefasta vem os advogados! Vide as manifestações da OAB, PGN et caterva.
Esta ala é, até por definição profissional, composta majoritariamente por abutres e hienas da espécie humana. Alimenta-se prioritariamente de tudo o que esteja putrefato em nosso tecido social: onde houver trambiques, mutretas, falcatruas, corrupção, violências diversas, desavenças conjugais e societárias, tudo isso servirá de fato gerador de repastos para a satisfação da voracidade destas espécies. Esta é a razão pela qual estes se deliciam testemunhando a tremenda degradação que estamos vivenciando em todo o país, principalmente nas esferas mais elevadas do poder. Como os vermes, são verdadeiros “Operários da ruina”.
Logo abaixo destes, na cadeia alimentar da rapinagem nacional, vem os “Sindicalistas Profissionais”, os “Professores” (soi-disant) incrustrados nas madraças do Talibã esquerdista em que se transformaram as Universidades Federais, os “Movimentos Sociais” bancados por gordas subvenções estatais, os “Partidos Políticos” cuja função maior passou a ser a arrecadação dos famigerados fundos partidários, e toda uma pletora de miríades de maneiras criativas encontradas pelos picaretas para se locupletar à custa do erário.
Não é outra, senão esta, a razão que nos leva a ter uma das cargas tributárias mais elevadas do mundo e, principalmente, das que menos geram benefícios para a população, já que toda a imensa riqueza, arrancada a fórceps dos cidadãos, serve única e exclusivamente para alimentar esta parasitose galopante.
Dá pra ser feliz?
a5
Fonte: http://www.luizberto.com/

Nenhum comentário: