quinta-feira, 22 de setembro de 2016

PONTUALIDADE "PONTUAL"

Resultado de imagem para fotos pontual
Quem não é escravo do relógio, ou melhor, quem não é guiado, monitorado e sacudido pelo tempo?
A hora e seus descendentes, minutos e segundos, marcam a nossa vida, não tem como fugir deles!
Mas falando em tempo, vivemos num país meio avacalhado em questão de horário. Ninguém leva muito a sério!
Se você marca uma consulta médica, é por ordem de chegada, e seja o que Deus quiser. Pode acontecer de o último da lista ser chamado primeiro se chegar mais cedo já que o horário marcado é apenas fonte de referência, uma orientação de caráter meio duvidoso!
O brasileiro não tem esta de pontualidade, não leva a sério e acha o máximo chegar atrasado, se fazer esperar. Pontualidade britânica, nem pensar, é pedir demais! Mas lá nos States isto pode sair caro, gerar constrangimento e dissabores. Nos países europeus, então, é que a coisa pega, onde o horário é para ser cumprido à risca. E quando todo mundo obedece é melhor pra todo mundo, não é isso, Arnaldo?
Na televisão, os telejornais obedecem com rigor, mas pudera, se atrasar, e não ficar dentro do horário previsto, bagunça tudo, os anunciantes não vão perdoar, com certeza cobrarão caro o desleixo e algum deslize, ali onde tudo é cobrado por tantos segundos, onde cada segundo tem seu preço cobrado e faturado, colocaria tudo a perder em termos de administração financeira.
É tão normal o atraso neste nosso imenso país que nas votações no Congresso as reuniões ali agendadas chegam a ser postergadas por 30 minutos, uma hora, e tudo é levado como coisa normal, já que ninguém é de ferro, segundo eles, que trabalham intensamente de terça a quinta-feira. E, para quem gosta de enrolar o tempo é ali mesmo que encontra guarida. Nem naqueles expedientes de importância fundamental tem sua hora de relógio, e vamos que vamos!
O presidente da república que deveria ser o exemplo atrasa sistematicamente seus compromissos, deixando a platéia e a claque, fora assessores e gente mais próxima, responsáveis pela organização da cerimônia, com a cara no chão, tal o pouco caso com o horário determinado. Parecem gostar de se fazerem de "estrelas", cereja do bolo, a última azeitona da empada, essas coisas lamentáveis que ocorrem no nosso dia a dia graças ao descaso com o horário e à empáfia de nossos governantes.
Há poucos dias fui convidado para uma cerimônia de casamento prevista para começar às 19 horas. Sabe que hora foi começar? Depois das 21 horas. Foi uma longa espera, mas dizem que a noiva tem de atrasar, faz parte dos costumes, é de praxe, não adianta achar que está errado. E uma procrastinação desta "monta" provoca um atraso em cascata, que nem um dominó, uma cerimônia atrasa a outra, a outra, a outra...e o jantar a ser servido "vara" a madrugada!
Noutro convite, desta vez para o horário do por do sol, e o sol não dá colher de chá, o convite assinalou em bom tom, exigindo pontualidade com todas as letras, senão vai botar tudo a perder. É só programar, com responsabilidade de todos os "envolvidos", que nada vai dar errado, e, se agirem antecipando cada passo, cada jornada, cada programação, vai dar tudo certo, com certeza.
Já dei bronca homérica num caroneiro que me fez esperar uns bons 30 minutos. Teve de ouvir calado para ter mais consideração com o compromisso na próxima vez. Carona é favor, não justifica o caroneiro ser "sacana" em hipótese alguma, principalmente se não avisar que vai atrasar.
Sou adepto do horário rígido, não gosto de fazer ninguém esperar, procuro até antecipar. Por ser mineiro que não perde trem (sem o absurdo de chegar 2 horas antes, como de costume dos mineiros mais antigos), mas não deixo esperar, é importante que eu não seja o motivo de atraso nenhum, de maneira alguma. Esforço para isso!
Antigamente, nos bons tempos, a gente marcava consulta médica em horário marcado, Já perdi uma consulta devido ao congestionamento de trânsito e cheguei 15 minutos atrasados. Não teve perdão, tive de remarcar para o dia seguinte. É assim que deveria ser para ninguém afrontar o horário previamente agendado.
Aeroportos, sabendo desta mania arraigada, exigem 1 hora ou até 2 horas de antecedência para fazer o tal check in (mesmo que o avião esteja fora do horário e atrasado), e, assim mesmo acontece de muita gente chegar no último instante e é aquele deus nos acuda!
Juízes e mais alguns que se julgam acima da lei, "peitam" quem se arrisca a não deixá-los embarcar por chegarem atrasado. Dão carteirada e tudo o mais!!!
Embora ser cumpridor de hora de relógio é uma quase exceção, é bom que todos se enquadrem e se cuidem, pois o tempo é o senhor da razão, e entende-se por tempo a hora, o minuto, o segundo. A tecnologia de hoje é exigente, não perdoa!
E não é de bom tom ficar contrariando e desmarcando, não é mesmo? Para não ser perda de tempo!
E tenho dito!!!

Nenhum comentário: