terça-feira, 13 de setembro de 2016

FRASES DO DIA (10 A 11/09/2016) - INSTITUTO HUMANITAS UNISINOS

Do zero

“Movimentos sociais de esquerda se reúnem com a cúpula do PT no fim do mês para discutir a retomada de uma campanha pela Constituinte para debater o sistema político” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 12-09-2016.

Simples assim

“Para integrantes da equipe econômica, as dúvidas sobre a política fiscal não têm razão de ser. “Ajustes fracassaram no passado porque não mexeram na Constituição”, diz um deles” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 12-09-2016.

Assim não dá

“Um importante executivo de um banco privado afirma: as concessões de Temer terão muita dificuldade de sair do papel se a Selic não baixar. “Como financiar infraestrutura com juros de 14,25%?”, questiona” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 12-09-2016.

Fica a dica

“Em tempo: o Banco Central já sinalizou que, caso o ajuste fiscal não seja feito, não terá como reduzir a taxa básica de juros” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 12-09-2016.

Abafo

“O governo quer abafar a Lava Jato. Tem muito receio de até onde a Lava Jato pode chegar” - Fábio Medina Osório, advogado-geral da União, demitido pelo Michel Temer, por telefone, na última sexta-feira – blog de Josias de Souza, 10-09-2016.

Padilha

“Em síntese, diria que o governo, pelo menos na mentalidade de Eliseu Padilha, não quer avançar na Lava-Jato através da AGU, está procurando evitar que isso aconteça. Mas é uma atribuição da instituição, ela teria obrigação legal e constitucional de buscar, através das ações de ressarcimento ao erário, improbidade administrativa, isso não seria uma opção discricionária do governo, e sim um imperativo legal e constitucional que a instituição atuasse em prol da sociedade brasileira” – Fábio Medina Osório, advogado-geral da União, demitido pelo Michel Temer, por telefone, na última sexta-feira – portal do jornal Zero Hora, 10-09-2016.

Blindado

“O governo decidiu incluir uma "unidade móvel blindada de vigilância" na segurança da Presidência. A licitação para contratar o serviço prevê um gasto de R$ 211 mil para equipar uma van de 16 lugares” – Mônica Bergamo, jornalista – Folha de S. Paulo, 12-09-2016.

Casca grossa

“Uma das justificativas para a medida é que "ao longo dos últimos anos, em razão da crescente instabilidade política no Brasil, houve um aumento considerável na demanda pela atividade de segurança de dignitários" – Mônica Bergamo, jornalista – Folha de S. Paulo, 12-09-2016.

Casca grossa 2

“Primeiro do tipo na frota presidencial, o veículo ganhará bancadas, computadores e armários, além de câmeras, geladeira e ar-condicionado” – Mônica Bergamo, jornalista – Folha de S. Paulo, 12-09-2016.

Neo-Titanic

“Se a gestão efetiva de Temer fosse um filme, as primeiras cenas indicariam que o enredo é sobre uma embarcação temerária, uma tripulação presunçosa e uma pedra de gelo. Tudo muito parecido com Titanic” – Josias de Souza, jornalista – Folha de S. Paulo, 11-09-2016.

Sem botes salva-vidas

“Ficou no ar a impressão de que o novo governo, se não mudar urgentemente suas práticas e seu rumo, acabará se autoconvertendo num cadáver da gestão anterior. Olhando-se ao redor, percebe-se que é difícil, muito difícil, enxergar inocentes no convés do neo-Titanic. Avistam-se apenas culpados e cúmplices. Percebe-se, de resto, que faltam botes salva-vidas” – Josias de Souza, jornalista – Folha de S. Paulo, 11-09-2016.

Frankstemer

“Um leitor deu a definição definitiva do Temer em eventos: "Temer é o único presidente que, quando aparece, não pode ser visto" – José Simão, humorista – Folha de S. Paulo, 10-09-2016.

“Fora, Cunha” e “Fora Temer”

‘Fora, Cunha’ Não é só o “Fora, Temer” que encerra alguns espetáculos. Quarta, no “Música +”, no CCBB do Rio, Zé Renato e Pedro Paulo Malta cantaram o velho sucesso de Noel Rosa, “Onde está a honestidade?”, com versos que dizem: “Você tem palacete reluzente/Tem joias e criados à vontade/E o povo já pergunta com maldade,/Onde está a honestidade?”. E a plateia reagiu: “Fora, Cunha!” – Ancelmo Gois, jornalista – O Globo, 11-09-2016.

Nenhum comentário: