sexta-feira, 16 de setembro de 2016

A BEM DA VERDADE

Como alertamos ontem, a defesa de Lula e o PT manipularam as frases dos procuradores da Lava Jato para tentar desqualificar a denúncia, dizendo que não haveria provas contra o ex-presidente, apenas a convicção.
A Folha, finalmente, resolveu mostrar a verdade e cravou: "A frase do procurador sobre provas e convicção não foi dita como divulgado."
Diz a matéria:
"A frase que gerou mais polêmica é do procurador da República Roberson Pozzobon, que, ao explicar a acusação de corrupção contra Lula no tríplex do Guarujá, declarou:
'Não teremos aqui provas cabais de que Lula é o efetivo proprietário, no papel, do apartamento, pois justamente o fato de ele não figurar como proprietário é uma forma de ocultação.'
Ainda na entrevista, em pelo menos outros dois momentos, o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa, disse que as provas coletadas até ali davam "convicção" sobre o papel central de Lula no esquema da Petrobras.
'Provas são pedaços da realidade, que geram convicção sobre um determinado fato ou hipótese. Todas essas informações, como num quebra-cabeça, permitem formar a figura de Lula no comando do esquema criminoso identificado na Lava Jato.'
Fonte: http://www.oantagonista.com/

Nenhum comentário: