terça-feira, 16 de agosto de 2016

QUATRO DESFILES EM QUE A OLIMPÍADA DEU SAMBA

As escolas de samba estão fazendo uma carnaval fora de época durante os Jogos Olímpicos no Rio. Além de terem participado com uma mega escola na cerimônia de abertura, tenho visto várias baterias tocando em locais de competição. Outro dia a União da Ilha animava a festa antes de Michael Phelps cair na piscina do Parque Aquático.
Sem se esquecer que no Boulevard Olímpico do Parque Madureira ocorrem os encontros de blocos e escolas de samba. O ritmo mais carioca de todos está mais que presente no olimpo do esporte mundial.
Mas e o inverso? Quando o esporte marcou presença no carnaval? Para o brasileiro e o mundo do samba, nosso impulso é associar esporte a futebol. No entanto, algumas vezes, as escolas abordaram o ideal olímpico. Apesar do empenho, até hoje não houve campeonatos para enredos esportivos.
Mangueira 1997 – O Olimpo é Verde e Rosa
A “escola mais querida do planeta” cantou as Olimpíadas como parte da campanha do Rio para sediar os jogos de 2004. O samba não é dos mais empolgantes e a verde e rosa não teve a ajuda inicialmente prometida pelo então comitê organizador da candidatura porque o presidente que havia gostado da ideia morreu pouco tempo depois e o seu sucessor não tinha o mesmo entusiasmo. Mesmo assim, a Manga faturou o terceiro lugar.

Portela 2007 – Os Deuses do Olimpo na Terra do Carnaval
No ano em que o Rio sediou o Pan, a Águia resolveu dedicar seu desfile ao esporte. Embalada pelo belo samba de Diogo Nogueira e parceiros fez uma apresentação animada que contou com o presidente do COB e vários atletas. A colocação é que não foi das melhores: 8º lugar.

União da Ilha 2012 – De Londres ao Rio, Era uma vez uma Ilha…
A primeira incursão da tricolor no mundo olímpico foi para celebrar os jogos de Londres e fazer uma espécie de contagem regressiva para a festa de 2016. Brincou com o fato de ter as mesmas cores da bandeira britânica, contou a história de Londres e fez um paralelo com o Rio para ligar as duas edições dos jogos. A comissão de frente mostrava o contraste entre a rigidez da guarda britânica e o suíngue carioca. O samba ameaçava jogar molho inglês na feijoada. (blargh!) A brincadeira rendeu o oitavo lugar à Ilha.

União da Ilha 2016 – “Olímpico por natureza… Todo mundo se encontra no Rio.”
Para celebrar enfim a festa olímpica no Rio, a Ilha fez um desfile muito alegre e colorido, com uma comissão de frente de cadeirantes que chamou a atenção e ganhou prêmios. A colocação da escola não foi boa, provavelmente pela posição de desfile. Segunda de domingo, é duro de jurado dar nota. Acabou em penúltimo lugar, embora não concorde com esse julgamento.

Fonte: http://mestrecarnaval.camarotecarnaval.com/

Nenhum comentário: