Morre no Rio o cirurgião plástico Ivo Pitanguy, aos 93 anos

O cirurgião plástico Ivo Pitanguy morreu por volta das 17h30 deste sábado (6), aos 93 anos, em sua casa no Rio de Janeiro. Ele teve uma parada cardíaca, segundo sua assessoria. Pitanguy deixa a mulher, Marilu, quatro filhos e cinco netos.
Na manhã de ontem, Pitanguy carregou a tocha olímpica em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro. Ele estava em uma cadeira de rodas.
Alessandro Buzas/Futurapress
O médico esteve internado até meados de junho no Hospital Samaritano para tratar de uma infecção causada durante a troca de um cateter.
O velório deve acontecer no Memorial do Carmo, a partir das 13h deste domingo (7), seguido pela cerimônia de cremação, prevista para as 18h, ambos reservados à família e amigos próximos.

Começo dos estudos em Minas

Nascido Ivo Hélcio Jardim de Campos Pitanguy, em Belo Horizonte (MG), no dia 5 de julho de 1923, Pitanguy era considerado o maior cirurgião plástico do país e um dos maiores do mundo.
Filho de Maria Stael Jardim de Campos Pitanguy e do médico-cirurgião Antônio de Campos Pitanguy, Ivo Pitanguy cursou medicina na Universidade Federal de Minas Gerais até o 4º ano.
Sem interromper os estudos, transferiu-se para a Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil, atual Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), para servir no Centro de Preparação de Oficiais da Reserva, onde atuou na Cavalaria dos Dragões da Independência.
Ampliar


Veja momentos da vida de Ivo Pitanguy12 fotos

1 / 12
1969 - Nascido Ivo Hélcio Jardim de Campos Pitanguy, em Belo Horizonte (MG), no dia 5 de julho de 1923, Ivo Pitanguy era considerado o maior cirurgião plástico do país e um dos maiores do mundo. Foto de arquivo mostra o médico em 1969Imagem: Folhapress