sexta-feira, 5 de agosto de 2016

FRASES DO DIA (04/08/2016) - INSTITUTO HUMANITAS UNISINOS

Sobrevida
“Ao assumir a presidência da Câmara, o deputado Rodrigo Maia prometeu encerrar a novela da cassação de Eduardo Cunha. Ninguém aguenta mais a trama, mas ela deve ganhar novos capítulos. Uma articulação liderada pelo Planalto está prestes a prorrogar a sobrevida do correntista suíço” – Bernardo Mello Franco, jornalista – Folha de S. Paulo, 04-08-2016.
Retaliação
“O Planalto quer adiar o desfecho do caso para evitar que a cassação seja votada antes do julgamento final do impeachment no Senado. O motivo é simples: Cunha já avisou que vai retaliar quem não demonstrar empenho para salvar seu mandato” – Bernardo Mello Franco, jornalista – Folha de S. Paulo, 04-08-2016.
Um ano depois...
“No próximo dia 20, completará um ano a primeira denúncia contra Cunha ao Supremo. Ele já virou réu por corrupção e já foi afastado do cargo. Mesmo assim, continua a ter influência e a receber salário de deputado” – Bernardo Mello Franco, jornalista – Folha de S. Paulo, 04-08-2016.
Hipocrisia inaudita
“Quem não aceita ver golpe partidário na construção do impeachment de Dilma Rousseff pode ainda admitir, para não se oferecer a qualificações intelectual ou politicamente pejorativas, que o afastamento da presidente se faz em um estado de hipocrisia como jamais houve por aqui” – Janio de Freitas, jornalista – Folha de S. Paulo, 04-08-2016.
Mesóclises e outras rosquinhas
“Há apenas cinco dias, Michel Temer fez uma conceituação do impeachment de Dilma Rousseff. A iludida elegância das suas mesóclises e outras rosquinhas faltou desta vez (ah, que delícia seria ouvir Temer e Gilmar Mendes no mesoclítico jantar que tiveram), mas valeu a espontaneidade traidora. Disse ele que o impeachment de Dilma Rousseff é uma questão "política, não de avaliação jurídica deles", senadores. Assim tem sido, de fato. Desde antes de instaurados na Câmara os procedimentos a respeito: a própria decisão de iniciá-los, devida à figura única de Eduardo Cunha, foi política, ainda que por impulso pessoal” – Janio de Freitas, jornalista – Folha de S. Paulo, 04-08-2016.
Farsa
“Todo o processo do impeachment é, portanto, farsante. Como está subentendido no que diz o principal conspirador e maior beneficiado com o afastamento de Dilma” – Janio de Freitas, jornalista – Folha de S. Paulo, 04-08-2016.
Regressão descomunal
“Uma hipocrisia política de dimensões gigantescas, que mantém o Brasil em regressão descomunal, com perdas só recompostas, se o forem, em muito tempo –as econômicas, porque as humanas, jamais. E ninguém pagará por isso. Muito ao contrário” – Janio de Freitas, jornalista – Folha de S. Paulo, 04-08-2016.
Para o futuro
“O governo liberou em julho uma emenda de R$ 122 mil para uma obra em Tietê, cidade natal do presidente interino, que tem sido chamada na Esplanada de “Ponte do Temer”. O custo total é de R$ 14 milhões” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 04-08-2016.
Quem é de direito
“O próprio site da prefeitura registrou que a obra “só teve início depois de muitos contatos do prefeito Manoel David no Ministério das Cidades e Caixa Federal através do vice-presidente da República, o tieteense Michel Temer” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 04-08-2016.

Nenhum comentário: