quinta-feira, 11 de agosto de 2016

ARTIGO PUBLICADO NO BLOG "BESTA FUBANA"

FALTA DE AMOR AO PAÍS

Depois de perder na Câmara e no Senado, de modo a não deixar dúvidas quanto à conclusão do impeachment, acho que a Sra. Dilma não renunciar demonstra claramente sua falta de amor ao país e à própria democracia.
Somente ela e seus asseclas ainda sonham com uma reversão que, por certo, não ocorrerá.
Enquanto isso, a crise não se resolve.
Até quando o PT abusará da paciência dos cidadãos brasileiros com a sua demonstração inequívoca que estão se lixando para todos nós?
Há muito tempo, essa mesma coluna já havia indicado a renúncia como a melhor solução. O país caminharia para outra realidade e, quem sabe, até mesmo o impeachment do Temer já teria sido solucionado com a convocação de novas eleições ou coisa parecida.
Lembro que o senador Humberto Costa, do PT de Pernambuco, queria barrar a sequência do impeachment por conta de denúncias de recebimento de verbas ilícitas pelo Sr. Temer durante a campanha, como se o crime de um crime inocentasse o da outra.
Na minha opinião, a chapa inteira deveria ser cassada, bem como o registro do PT como partido político. E que as investigações não parassem sobre qualquer político e partidos envolvidos.
Se for preciso, cassemos a todos, cancelemos o registro de todos os partidos que receberam propina ou usaram de Caixa 2. O que não se pode aceitar é que queiram justificar os erros de uns com os erros de outros.
Lugar de bandido é na cadeia e sem mordomias de prisão domiciliar em mansões ou sítios aprazíveis na serra.
Cassado o registro, ou não, a marca registrada da Dilma e, de resto, de todo o PT, cujos ex-ministros requereram “quarentena” para continuar mamando nas tetas da república, será o apego ao poder a qualquer custo, sem a mínima preocupação com um país pobre, que precisa voltar a crescer e resolver a podridão que seus políticos estão deixando a cada ato.
Pena que muitos dos nossos políticos não aprendem com as lições vinda dos países parlamentaristas, como recentemente aconteceu na Inglaterra.
Fez-se um plebiscito para saber se a população gostaria ou não de fazer parte da zona do euro. O primeiro-ministro que defendia a permanência, tendo sido derrotado, renunciou imediatamente e uma nova pessoa, uma mulher por sinal, assumiu o seu lugar e vida, por lá, continuou sem prejuízo para a continuidade da normalidade democrática do país.
Não houve nenhum processo longo, como o nosso que está demorando e torrando a paciência de todos nós.
Espero, sinceramente, que o povo se vingue do PT, de seus aliados e defensores nas urnas, nas próximas eleições municipais, por amarem mais os cargos do que a nação.
* * *
FALA SÉRIO!
A senadora Graziottin, do PCdoB, do Amazonas, esta semana disse que a “presidenta é inocenta”.
Depois do senador do PT, o também investigado Lindbergh Farias ter dito que o neoliberalismo começou na China no governo do ditador Pinochet, acho que a Sra. Dilma está, culturalmente, muito mal representada.
Se considerarmos a lógica de raciocínio dela em seus discursos, criando até mesmo a “mulher sapiens”, não é de se estranhar.
O que espanta é que essas figuras sejam eleitas para dirigir o país.
FALA SÉRIO!
Fonte: http://www.luizberto.com/

Nenhum comentário: