quarta-feira, 27 de julho de 2016

FRASES DO DIA (25 E 26/07/2016) - INSTITUTO HUMANITAS UNISINOS

Pré-história
“Assim como os videntes otimistas falharam, talvez o pessimismo de hoje divirta nossos bisnetos. Eles certamente falarão da aids, por exemplo, como nós hoje falamos da gripe espanhola. A ciência e a técnica ainda nos surpreenderão. Estamos na pré-história da energia magnética e por fusão nuclear fria” – Luís Fernando Verissimo, escritor – Zero Hora, 25-07-2016.
Birra do leigo
“É verdade que cada salto da ciência corresponderá a um passo atrás, rumo ao irracional. Quanto mais perto a ciência chegar das últimas revelações do universo, mais as pessoas procurarão respostas no misticismo e refúgio no tribal. E quanto mais a ciência avança por caminhos nunca antes sonhados, mais leigo fica o leigo. A volta ao irracional é a birra do leigo” – Luís Fernando Verissimo, escritor – Zero Hora, 25-07-2016.
Tensão
“A tensão interna na OAS e na Odebrecht aumenta na proporção em que se aproxima a possibilidade de acordo de delação premiada com a Operação Lava Jato. Executivos que precisam assumir práticas irregulares têm mostrado desconforto com a orientação das empresas. Alguns fazem ameaça de rebelião” – Mônica Bergamo, jornalista – Folha de S. Paulo, 26-07-2016.
Fio desencapado
“A situação é mais tensa na OAS. Há divergências inclusive sobre o peso que se dará à participação dos acionistas, da família Mata Pires, nas irregularidades. Quanto menor ele for, maior a responsabilidade que recairá sobre os executivos da construtora baiana” – Mônica Bergamo, jornalista – Folha de S. Paulo, 26-07-2016.
Pensão vitalícia
“A Odebrecht estaria contornando as divergências com maior tranquilidade graças a um generoso programa informal de indenizações milionárias a seus diretores. De acordo com relatos que circulam entre as empreiteiras, ela e a Andrade Gutierrez têm garantido vários anos de remuneração aos diretores que, confessando crimes, vão se inviabilizar no mercado de trabalho” – Mônica Bergamo, jornalista – Folha de S. Paulo, 26-07-2016.
Caso a caso
“Os valores variam de acordo com os anos que cada diretor ainda poderia trabalhar nas empresas” – Mônica Bergamo, jornalista – Folha de S. Paulo, 26-07-2016.
Marta-Matarazzo
“O pano de fundo da aliança (Marta Suplicy – PMDB- e Andrea Matarazzo – PSD de Kassab) é a corrida presidencial de 2018. Ao inflar sua velha rival, Serra atrapalha Geraldo Alckmin, que lançou o estreante João Doria. O ministro e o governador medem forças no PSDB enquanto o senador Aécio Neves tenta acertar as contas com a Lava Jato” –Bernardo Mello Franco, jornalista – Folha de S. Paulo, 26-07-2016.
Difícil
“A missão da senadora (Marta Suplicy) será difícil, mas não chega a ser impossível. Há quatro anos, Fernando Haddad virou prefeito depois de unir Lula e Paulo Maluf na mesma foto” – Bernardo Mello Franco, jornalista – Folha de S. Paulo, 26-07-2016.
Escracho
“A elite brasileira está dando um tiro no pé. Embarca na canoa do retrocesso social, dá as mãos a grupos fossilizados de oligarquias regionais, submete-se a interesses externos, abandona qualquer esboço de projeto para o país” –Eleonora de Lucena, jornalista – Folha de S. Paulo, 26-07-2016.
A galope
“O impeachment trouxe a galope e sem filtro a velha pauta ultraconservadora e entreguista, perseguida nos anos FHC e derrotada nas últimas quatro eleições. Privatizações, cortes profundos em educação e saúde, desmanche de conquistas trabalhistas, ataque a direitos” – Eleonora de Lucena, jornalista – Folha de S. Paulo, 26-07-2016.
A reinvenção da esquerda
“Amargando uma derrota histórica, a esquerda precisa se reinventar, superar divisões, construir um projeto nacional e encontrar liderança à altura do momento” – Eleonora de Lucena, jornalista – Folha de S. Paulo, 26-07-2016.
Sem passeio
“A novidade vem da energia das ruas, das ocupações, dos gritos de "Fora, Temer!". Não vai ser um passeio a retirada de direitos e de perspectiva de futuro. Milhões saborearam um naco de vida melhor. Nem a "teologia da prosperidade" talvez segure o rojão. A velha luta de classes está escrachada nas esquinas” – Eleonora de Lucena, jornalista – Folha de S. Paulo, 26-07-2016.

Nenhum comentário: